As pessoas que conheço sofrem praticamente pelas mesmas coisas, mas todas elas são tão fechadas que não conseguem compartilhar suas dores. Libertar os demônios de dentro… Para fora.

As Mesmices Frias De Toda Partida Sua.

"… Continuo nas mesmices dos meus dias frios.
A falta que você sentia de mim ficou aqui com a sua partida e se juntou a falta que tenho de você. Agora sinto falta por sua ida e falta de quem eu era quando você ainda me olhava e sorria …”

Tudo o que eu gostaria de dizer para a sociedade esta em um blog que será esquecido junto a minha existência. 

As pessoas devem achar que loucos não tem sentimentos…

Embriagado, em um dia nublado, em uma praça suja, olhando para o céu, com os problemas na mente, as dores no peito e os gritos sucumbindo presos na garganta.

E Dos Planos o Pó vem.

"… Os planos vão se frustrando e o que sobra é pó na mesa de planejamentos, os planos viram droga e eu a mato em um tiro só.
Entrando pelo nariz, descendo pela garganta, adentrando o pulmão e batendo na mente.
Em branco, em pó, em uma cheirada eles viram uma curta esperança e eu me vejo novamente jogado na mesa de planejamentos: Sem planos, sem planos destruídos e sem pó…
Sem a euforia de esperanças que o branco me traz …”

Matanza - Tempo Ruim (Versão Acústica)

Um Sonho Mal Contado.

Hoje tive um sonho, onde só me enfiava em confusão na escola, mas a unica parte que me lembro era de quando minha médica surgia do nada e me dizia: Você lembre sobre o que conversamos? Sobre as coisas que você gostaria de mudar em você mesmo e sobre o que te irritava nas pessoas? Pois bem, comece a mudar ai e então você vai poder sentir-se melhor. Nesse momento o Diretor da minha escola chegava e me chamava para um conversa para falar das confusões, pedi mais um tempo com a médica e lhe disse que depois iria a sua sala conversar. Quando ele se foi minha médica apontou outra questão: Você provavelmente esta perdendo tempo com coisas que não são prioridade, eu ganhei prioridade agora quando na verdade a prioridade deveria ser VOCÊ!

Carregue e Não se Entregue

"… Posso sentir cada dedo seu como quando eles percorriam meu corpo, mas já não posso mais sentir o seu corpo gelado de suor como quando você andava quadras pra me ver. 
Sinto seu cheiro nas pessoas, mas elas não tem seu sorriso medíocre. 
Vejo peles bronzeadas, mas elas jamais vão atingir a cor da tua.
Conheci loucos neste meio tempo, mas nenhum deles é você.
Todos os seus surtos, todos os pedaços de defeitos que alguém poderia apontar em você eu já conhecia e adorava ter alguma coisa pra discutir sobre você, por que esse era meu assunto preferido.
Carregado na pele, no sorriso e na mente. 
Carregado como quando você me marcou no físico e na mente naquele fim de tarde de inverno.
Por que o amor se carrega, não se entrega, se carrega como quando gravei seu sorriso de quando me via e não se entrega como quando naquela tarde você beijava lábios que não eram os meus …”

Amor De Outonos

"… Eu pude sentir você me abraçar hoje.
O vento bateu em minha roupa e a congelou como quando você me abraçava e seu peito era puro gelo. 
Quando o vento balançou a copa das arvores e as folhas caíram pude ver o quão aquilo era bonito. 
"Um amor de verão"
As folhas estão nas arvores, mas começam a se soltar no Outono para que as arvores sobrevivam. 
Meu amor sempre foi assim, desapegado para que você pudesse ir e vir sempre, para que sobrevivesse sempre ao nosso amor de verão e ao inverno.
Enquanto eu secava, morria aos seus pés e novamente voltaria a viver em você renovado …”

Me sinto como F.

Me sinto como F.

I’m Mine

I’m Mine